Eis um país de natureza exuberante e várias atrações em área reduzida. Comece pela bucólica capital, Ljubjana, e pela romântica Bled: o lago com castelo pode ser cenário para qualquer história de princesa! Nesta região, incluindo Bohinje, outro lago, cabem todos e todas: montanhistas, remadores, nadadores, apaixonados e quem gosta de tomar café com torta de creme. É fácil chegar!

A Eslovênia é um país pequeno e organizado, onde é bastante fácil se locomover. Muita gente fala inglês e a moeda é o Euro (€). Vistos não são necessários para brasileiros. Uma maneira particularmente fácil de chegar é a partir da Itália (Veneza), como nós fizemos.

COMO CHEGAR/ TRANSPORTE A PARTIR DE VENEZA

Há ônibus diretos de Veneza. O serviço é oferecido por duas empresas e preços e horários estão disponíveis a seguir: a) empresa italiana; b) empresa eslovena

Nós fomos de trem. Se for sua opção, saiba que as linhas da Itália e da Eslovênia não estão conectadas. Fomos de Veneza para Gorizia Centrale (consulte em trenitalia.com, 11~15 €, em jul/14) e de lá pegamos uma van (1 €) que sai do lado de fora da estação até o outro trem, em Nova Gorica, já Eslovênia, para Ljubljana (consulte os trens na Eslovênia, pagamos 12 €).

Há outros itinerários possíveis, como via Trieste, mas nossa pesquisa motrou ser mais caro e complicado.

Da Estação Central da capital saem trens para outras partes do país e outros países. Bem em frente está a está a Estação de Ônibus, que conecta a Ljibljana a outros destinos como Bled. Neste site você confere todos os horários de ônibus intermunicipais no país.

LJUBLJANA – BLED: Há ônibus (7 €, confira horários) e trens a partir de Ljubljana (mas no tempo da visita, jul/14, as linhas de trem estavam em reparação). Os preços eram semelhantes.

BLED – BOHINJ:

Horários de ônibus em julhi/2014. Cerca de 30 min de viagem.

07:20 / 08:20 /09:20 /10:20 / 11:20 / 12:20 / 13:20/  14:20 / 15:12 /15:20 / 16:20 / 16:20 /  17:20 /18:20 / 20:20  

Bohinj-Bled:

05:05 /05:45 / 06:50 / 07:50 /08:50 / 09:50 / 10:50 / 11:50 /12:50 / 13:50 /14:48 / 15:50 / 16:50 /17:50 / 18:50 / 19:50

LJUBLJANA – ZAGREB (CROÁCIA):

Os horários na época não estavam disponíveis na internet e os trens não funcionavam. Havia mais de uma ônibus por dia a partir da rodoviária .

ATRAÇÕES, REFEIÇÕES E HOSPEDAGEM

Ljubljana

Pelo Centro da bucólica Ljubljana

É uma cidadezinha bucólica, diferente do que se espera da capital de um país. Em um dia você percorre as principais ruas do Centro à pé, vê o relógio cuco perto da Pogacarjev Trg (praça) e passa pelo mercado matinal de frutas e flores (conferir disponibilidade no inverno), atravessa a Ponte do Dragão (Zmajski Most, construída em 1900) e sobe ao Castelo (Ljubljanski Grad). Do topo tem-se uma linda vista da cidade e é possível visita-lo internamente (nós trocamos esta parte por algum jogo da Copa do Mundo).

De volta ao rio Ljublianica, ainda sobra tempo para um café com sorvete na região da famosa Ponte Tripla (Tromostovje). Prešeren Monument (1905), estátua em homenagem a France Prešerend, grande poeta do país. Note que do outro lado da rua (à direita) há uma pequena estátua da musa do poeta, eternamente à espreita.

Bled

Paisagem comum em Bled: parece ou não um lugar "de mentira"?

Pequena cidade ao noroeste da capital, cuja principal atração é um grande lago azulado. Em seu centro está uma ilhota com igrejinha. Você pode alugar um barco e chegar lá remando. Ou ainda ocupar um lugar em barquinhos maiores, com alguém que há de remar para você.

No verão, não deixe de dar um mergulho. A água é ótima e a vista merece. Há três pontos no lago em que nadar está permitido. Obedeça a sinalização para não ser multado. Alugar uma bicicleta ajuda a achar seu lugar ao sol mais facilmente e garante um belo passeio vendo o lago por todos os ângulos.

Em uma das laterais do lago está o Castelo de Bled. Vale a pena subir para ver a cidade. Dê a volta no Castelo, a vista por trás é melhor. Você pode subir pelo mesmo caminho que os carros ou pegando um atalho perto do Hostel Bledec. É controverso se vale ou não à pena pagar entrar no Castelo porque não há muita mobília ou outros objetos (nós não entramos). Depois de 21h é possível acessar gratuitamente a área do Castelo onde está o restaurante, isso, garantimos,  vale à pena. Uma amiga comentou que a comida não vale o preço que se paga, mas não provamos para comprovar.

Bled/Vintgar Gorge

Em Bled, o Vintgar Gorge

Aberto apenas no verão. Consiste em uma passarela de madeira de 1.6km ao lado do Rio Radovna, com corredeiras azuis, até a cachoeira Šum. É possível fazer uma espécie de trilha circular, chegando e saindo de Bled por caminhos diferentes. Sem pressa, demoramos 6 horas para concluir o passeio, tudo à pé. O caminho mais comum é via Podhom, mas nós entramos na trilha em Zazip e saímos via Podhom. A trilha está bem registrada no Open Maps da Eslovênia (baixamos para o celular a partir do aplicativo MapsWithMe). Há várias bifurcações, nem todas marcadas no mapa. Siga a principal para não se perder (ou vasculhe a bifurcação que passa por cima da estrada de ferro para ter uma vista superior do canyon, recomendado).

REFEIÇÕES

Não perca a chance de provar Kremšnita, um bolo de creme, especialidade local. O melhor lugar é no restaurante deste hotel, com formidável vista para o lago.

Matjaz é uma pizzaria localizada na estrada que leva os carros ao castelo em Bled. Recomendamos passar por lá. Cabe em qualquer orçamento e o atendimento é muito simpático.

HOSPEDAGEM

Jazz Bled – Vários quadros na parede atestam que é o melhor hostel da Eslovênia. Infelizmente reservamos apenas uma noite, e estava cheio para as demais. É tudo limpíssimo e organizado, a cozinha compartilhada é enorme e até vídeo-game eles tem a disposição. Staff atencioso que resolve tudo pra você e explica todos os detalhes da região. (4 camas, 15€/pessoa)

Hostel Bledec – Também bastante limpo e organizado, menos impressionante, mas muito bom de todo modo. Alugam bicicletas baratas – preços sob consulta. (4 camas, 16€/pessoa)

Bohinje

Em Bohinj, escolha seu meio de transporte

Distante 30 minutos de Bled, Bohinje é um vilarejo cujo lago, mais selvagem que o vizinho, garante lindas vistas dos Alpes Julianos.

O lugar é excepcional também para quem gosta de esportes como caiaque, rafting (no Rio Soča), caminhadas na floresta e montanhismo.

Alugamos uma canoa e perdemos a hora remando no lago.

Os preços variavam pouco entre os vários estabelecimentos que alugavam. Escolhemos a loja mais próxima da ponte (é a primeira, você vai ver) porque fazia mais sentido para o aluguel de 2h (não nos cobrariam como se fossem 3h caso remássemos 2h, como acontecia nos outros locais). Para ter uma ideia dos valores, veja a lista a seguir:

Barco a remo: 1h – 6 euros / 3h – 15 euros / dia – 25 euros
Canoa (p/2): 1h – 6 euros / 3h – 15 euros / dia – 25 euros
Caiaque: 1h – 5 euros / 3h – 12 euros / dia – 20 euros

A chuva nos desanimou, mas deixamos aqui ideias de trilha para quem tiver melhor sorte com a previsão do tempo:

1) Mapas para cerca de 6h de caminhada ao redor do lago

2) Várias outras trilhas possíveis nesta região e na Eslovênia

HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO

É possível dormir em Bohinje, mas em geral as pessoas ficam em Bled e seguem para lá em passeios de um dia. Foi o nosso caso.

Há cafés e restaurantes perto do lago. Também é possível comprar os ingredientes para um pique-nique no mercado local.

Postojna

Um dos destinos mais comuns dos visitantes da Eslovênia é Postojna, onde há grandes cavernas . Não fomos por este caminho, mas deixamos a dica. Entradas a 22,90 €/pessoa. Trens partem da capital (5,80 €/pessoa), confira horários

Triglav

Há quem diga que um esloveno só é esloveno se um dia chegar no pico da montanha mais alta do país (2864m). Interessados em aventura e nacionalidade temporária (suficientemente em forma) podem se apresentar ao pé do morro. A subida pode ser em um ou dois dias. Aqui há mapas para estas e outras trilhas. Para caminhar do lago Bohinj ao Vale dos Sete Lagos do Triglav você pode começar aqui.

Há diversas empresas esportivas que oferecem guias para esta região e muitas atividades. Aqui algumas para iniciar sua pesquisa. Observe que estas não são indicações baseadas na nossa experiência, não contratamos nenhum destes serviços:

1) 3glav Adventures: para chegar ao pico do Triglav cobram 199 eur (2 dias) ou 139 eur (1 dia). Oferecem vários outros serviços.

2) Life Trek
Para subir ao Triglav: De maio a outubro. Dois dias (6-8h de caminhada por dia), 198 €/pessoa, mínimo 3 por grupo. Preço inclui: guia, transfer de volta a Bled, dormitório em abrigo na montanha, equipamento. Se a opção é fazer tudo em um dia (14h-18h) sai por 128 €/pessoa.
Para caminhar pelo vale dos lagos do Parque Nacional Triglav: de maio- outubro. De 5h a 8h caminhando. 79 €/pessoa.

 

7 thoughts on “Se você for… à Eslovênia!

  1. Olá! Suas dicas são muito boas.Bem explicadinhas…mas eu não consegui entender ao entrar no site de ônibus para ir de Veneza para Ljubljana os horários e quanto tempo leva..vc pode me dar uma luz? Obrigada

    1. Oi Magda, claro que sim. Vamos lá, primeiro ao site italiano do Florentia Bus. Entrando no site você pode ir até o menu em verde no topo à direita, que diz “Biglietteria Online” e clicar em “Italia-Slovenia…”. Uma nova janela ou aba irá se abrir e ali você irá selecionar o Destino como “Lubiana” e a origem como “Venezia”. Selecione a data de partida e ele irá mostrar o horário de partida, chegada e os preços.

      No site da empresa eslovena você deverá escolher no canto esquerdo superior a data, origem e destino. Para início em Veneza você deverá escolher “Mestre” e destino Ljubljana. A tela irá atualizar com as opções de embarque/desembarque nas duas cidades e uma vez escolhida aparecem os horários.

      Tente aí, e se não conseguir me fale que tentamos fazer juntos :)

      Um abraço e obrigado pelos elogios e por visitar o site!

  2. Olá…adorei suas dicas… estarei ai na Ljubljana na primeira semana de Agosto e estou morrendo de vontade de ir até Veneza, tipo assim num bate-e-volta no mesmo dia, vc acha que é possível? qual o melhor meio de transporte?

    Ediméris – São Paulo

  3. Olá Enrico! Tudo bem? Estou programando um mochilão pelos Balcãs, e acho que começarei o roteiro partindo de Veneza, como você indicou no post…Em quantos dias foi feita essa viagem? Partir de lá para a Croácia é fácil ?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *