A grande graça de Mianmar

Mianmar tornou-se em nossas memórias um lugar peculiar. Quando me perguntam do país no Sudeste Asiático a primeira imagem que me ocorre não é a dos incontáveis templos de Bagan; da opulência das toneladas de ouro da Shwedagon Pagoda, em Yangon; ou mesmo da paz e calma do lago Inle. Não há por ali uma…

Read More

Kyaukme: tudo sobre uma boa recepção

Pela primeira vez me senti, em proporções iguais, feliz e estressada por embarcar na segunda classe de um trem. Não havia classe pior. Meus olhos festejavam a variedade de cores que a primeira classe nunca nos conferiria – não que eu seja experiente em primeiras classes, mas sei. Festejava as crianças, as bolsas excessivas, o…

Read More

Ossos, memória. E resistência

Reticentes, tomamos um tuk-tuk rumo à periferia de Pnhom Pehn, capital do Camboja.  Choeung Ek é hoje um tranquilo jardim em cujo centro está uma estupa  – construção budista em forma de torre, usada aqui para guardar restos mortais, geralmente cremados. Nesta, 8 mil crânios repousam organizados lado a lado, categorizados pelo tipo de golpe…

Read More

Sorriem, os cambojanos

Da garupa da moto vimos a luz do Camboja pela primeira vez. Vínhamos da fronteira com o Vietnã bem ao Sul e buscávamos o litoral. O sol quente ia atravessando aqueles campos planos e nos permitiam admirar paisagens distantes. Por perto, nos lagos, os búfalos refrescavam seus corpos de pedra, e a terra esperava mais…

Read More

Vietnã, 30 dias a 30km/h

Na frenética Hanói, uma pequena mulher carrega dois cestos de frutas suspensos pelo ombro direito. É como se ela e seu chapéu cônico fossem o centro de uma balança. Seu equilíbrio garantirá a alimentação das suas crianças, que vivem longe e ela vê a cada mês. As ruas estão cheias. Contamos os carros nos dedos,…

Read More

Estamos em Yangon. E isso é tão típico!

Desembarcamos na antiga capital de Mianmar em uma noite quente. A velha Burma ainda não encerrou um longo ciclo de quase cinco décadas de ditadura e está entre os países mais pobres da Ásia, um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano do mundo. Pois demos de cara com um aeroporto limpo, moderno, luminoso. O atendimento…

Read More

No topo do mundo. E com o mundo nas costas

Um menino cruzava a escadaria sorrindo. O pequeno Sherpa tinha uns 4 ou 5 anos, usava tantas camadas de roupa que o movimento das perninhas parecia comprometido. Na cabeça, a toca de lã colorida que todos usam, protegendo também os ouvidos do vento frio que corta mesmo ao sol do meio dia. Nas mãos, um…

Read More

Everest – Final – Pegadas sherpas

A noite cai e as cadeiras vão logo pousar ao redor do aquecedor. O cheiro do chá de gengibre preenche o ar enquanto as cartas de baralho são distribuídas sobre a mesa ao som de risadas e histórias de viagem. A empolgação é imensa, mas olhares discretos ao lado deixam escapar a preocupação sobre os…

Read More

Everest – Parte III – O caminho

O dia em Namche é de aclimatação. O ar fica cada vez mais rarefeito à medida que se sobe e é preciso dar tempo ao corpo para adaptação: o ritmo da respiração se ajusta, assim como as células que carregam oxigênio no sangue. Para isso, ao invés de ficarmos parados, subimos até 3800m, a altura…

Read More

Everest – Parte II – O vale Khumbu

A curta noite foi permeada com ansiedade. Equipamento checado e rechecado mil vezes, mochilas arrumadas, passaportes. Partimos às 5h para o caótico terminal aéreo doméstico de Kathmandu e nos posicionamos na fila do que parecia a entrada dos fundos – ou uma organização secreta de viajantes dispostos a embarcar no minúsculo avião que nos levaria…

Read More